porPaulo Teixeira

O que é a mídia tendenciosa?

CUIDADO !!!

Não creia em tudo. Examine tudo. Reflita.

Cuidado com:

Definições e terminologia enganosas (usando terminologia e definições de modo que pareçam fatos aceitos, a mídia induz à parcialidade, sob o disfarce de objetividade).

Reportagens sem equilíbrio (as reportagens da mídia freqüentemente desequilibram o panorama, apresentando apenas um dos lados da história).

Opiniões disfarçadas como notícias (um repórter objetivo não deveria usar adjetivos ou advérbios, a menos que façam parte de uma citação. De igual modo, as fontes de qualquer fato ou opinião devem ser identificadas claramente na reportagem. Como alternativa, pode ser necessário indicar que a fonte foi intencionalmente mantida em sigilo).

Falta de contexto (ao falharem em dar o contexto apropriado e as informações de fundo completas, os jornalistas podem distorcer dramaticamente o verdadeiro panorama da notícia).

Omissão seletiva (ao escolher informar sobre certos eventos ao invés de outros, a mídia controla o acesso à informação e manipula os sentimentos do público).

Uso de fatos verdadeiros para levar a falsas conclusões (a mídia freqüentemente relata fatos verdadeiros para levar seus leitores a conclusões errôneas).

Distorção de fatos (no atual mundo competitivo da mídia, freqüentemente os repórteres não têm tempo, inclinação ou recursos para verificar corretamente as informações antes de entregar uma reportagem para publicação)”.

Fonte: Beth Shalon (internet)