Deputado Sostenes Cavalcante acrescenta “Moro” em seu nome parlamentar

 

À moda dos petistas como o senador Lindbergh Farias e outros políticos do partido que acrescerá o nome “Lula” em seu nome parlamentar, o deputado federal Sostenes Cavacante (DEM/RJ) também adotou a ideia, mas com o nome do Juiz Sérgio Moro.

Sostenes Cavalcante enviou ofício ao Presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ), informando que resolveu reagir aos ‘milhões de Lulas’ e vai adotar o nome de Moro oficialmente.

Seu nome parlamentar será Sostenes Moro Cavacante.

O Senador José Medeiros (PSD) também decidiu tomar a decisão.

COMENTÁRIO:

O interessante é que o Juiz Sérgio Moro defendeu as “10 Medidas Contra a Corrupção”, propostas pelo Ministério Público Federal, e que foi sepultada pelos Deputados Federais, dentre eles, Sostenes Cavancante, onde votou pela supressão ou alteração de alguns itens propostos pelo MPF que ajudariam a ser mais rigorosos contra corrupção.

Abaixo, alguns dos itens que o deputado Sostenes Cavalcante ajudou a não ser aprovado, conforme consta no site da Câmara dos Deputados: 

1) domínio de bens – visava viabilizar o confisco dos bens de servidores públicos (políticos ou não) que fossem fruto ou proveito de atividade criminosa, improbidade e enriquecimento ilícito.

2) enriquecimento ilícito – previa a a tipificação do crime de enriquecimento ilícito de funcionários públicos e a previsão de confisco dos bens relacionados ao crime.

3) multa a partidos -visava aplicar multas a partidos políticos responsabilizados por atos ilícitos.

O espaço está aberto para que o deputado federal Sostenes Cavalcante possa explicar esse imbróglio.

(Fonte: O Antagonista)

Paulo Teixeira

Paulo Teixeira é carioca, administrador do blogholofote.com.br, cristão evangélico da igreja Assembleia de Deus e atua na internet como blogueiro e articulista, desde 2007, focando assuntos sociais, políticos e religiosos, analisando-os sob a ótica cristã. Licenciado em matemática pela Universidade Castelo Branco (UCB/RJ) e graduando em história pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Perfil no Twitter: PauloTeixeiraRJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *