Lula diz pedir “a Deus” que STF interfira no processo em que foi condenado por corrupção

O ex-presidente Lula concedeu uma entrevista e afirmou que tem pedido a Deus que o Supremo Tribunal Federal (STF) interfira no trâmite do processo em que foi condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro.

A ideia do ex-presidente é que o STF anule sua condenação por, em seu entendimento, não haver provas de sua propriedade no tríplex no Guarujá, litoral paulista.
“Eu estou pedindo a Deus que a suprema corte analise o mérito do processo, as provas, as acusações, a defesa, porque se eles tiverem meio crime contra mim, eu to fora da política, meu filho”, afirmou Lula, em entrevista à TV Uol. (Gospel Mais)

A declaração foi feita no dia seguinte à decisão do STF em conceder liminar contra a prisão de Lula antes do dia 04 de abril, quando será retomado o julgamento do habeas corpus preventivo pedido por sua defesa.

Anteriormente, os ministros do Supremo haviam decidido que condenados em segunda instância podem começar a cumprir a pena antes dos recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ou no próprio STF. Caso o habeas corpus seja concedido, um novo precedente legal estará criado, contradizendo a jurisprudência que permitiu à Operação Lava-Jato levar dezenas de pessoas envolvidas em corrupção à cadeia.

Paulo Teixeira

Paulo Teixeira é carioca, administrador do blogholofote.com.br, cristão evangélico da igreja Assembleia de Deus e atua na internet como blogueiro e articulista, desde 2007, focando assuntos sociais, políticos e religiosos, analisando-os sob a ótica cristã. Licenciado em matemática pela Universidade Castelo Branco (UCB/RJ) e graduando em história pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Perfil no Twitter: PauloTeixeiraRJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *