Ministério da Saúde adota prática espírita na rede pública do SUS

COMENTÁRIO:

Se o estado é laico, porque adotar prática religiosa em procedimentos oficiais? A propósito, onde está a esquerda e os religiosos inclinados à esquerda que gritam, quando acusam os evangélicos de quererem incluir algum procedimento religioso em atividades estatais, como a oração e a leitura da Bíblia em escolas, entre outros? 

Ressalto que há 2000 anos Jesus Cristo disse: “e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão”, conforme Marcos 16.18. Daí pergunta-se: “por que os evangélicos que seguem essas recomendações de Jesus não foram incluídos nas novas Práticas do SUS? 

No Espiritismo de Allan Kardec a Imposição de Mãos é administrada através do chamado “passe espírita”, no qual um indivíduo, que recebe o nome de passista, canaliza para outra pessoa o que os adeptos da religião espírita classificam como fluidos ou energias benéficas, oriundos, segundo o entendimento religioso, do próprio passista, ou também do que eles chamam de bons espíritos, ou ainda oriundos de ambos (passista e espírito).

O Ministério da Saúde incluiu dez novas Práticas Integrativas e Complementares (PICS) para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Os tratamentos utilizam recursos terapêuticos, baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para curar e prevenir doenças, como depressão e hipertensão.

Com as novas atividades, ao todo, o SUS passa a ofertar 29 procedimentos à população.

Segundo o ministro Ricardo Barros há doze anos o ministério contemplava somente cinco práticas.

“É prioridade não deixar que o país adoeça. Agora, o Brasil passa a contar com 29 práticas integrativas pelo SUS. Somos líderes na oferta dessa prática com 9350 estabelecimentos em 3173 municípios. Essas práticas são uma prevenção para que pessoas não fiquem doentes, não precisem de internação ou cirurgia, o que custa muito para o SUS. Vamos retomar nossas origens e dar valor à medicina tradicional milenar”, destacou Barros.

Confira cada uma das dez novas práticas:

Imposição de mãos – cura pela imposição das mãos próximo ao corpo da pessoa para transferência de energia para o paciente. Promove bem estar, diminui estresse e ansiedade.

Apiterapia – método que utiliza produtos produzidos pelas abelhas nas colmeias como a apitoxina, geléia real, pólen, própolis, mel e outros.

Aromaterapia – uso de concentrados voláteis extraídos de vegetais, os óleos essenciais promovem bem estar e saúde.

Bioenergética – visão diagnóstica aliada à compreensão do sofrimento/adoecimento, adota a psicoterapia corporal e exercícios terapêuticos. Ajuda a liberar as tensões do corpo e facilita a expressão de sentimentos.

Constelação familiar – técnica de representação espacial das relações familiares que permite identificar bloqueios emocionais de gerações ou membros da família.

Cromoterapia – utiliza as cores nos tratamentos das doenças com o objetivo de harmonizar o corpo.

Geoterapia – uso da argila com água que pode ser aplicada no corpo. Usado em ferimentos, cicatrização, lesões, doenças osteomusuculares.

Hipnoterapia – conjunto de técnicas que pelo relaxamento, concentração induz a pessoa a alcançar um estado de consciência aumentado que permite alterar comportamentos indesejados.

Ozonioterapia – mistura dos gases oxigênio e ozônio por diversas vias de administração com finalidade terapêutica e promove melhoria de diversas doenças. Usado na odontologia, neurologia e oncologia.
Terapia de Florais – uso de essências florais que modifica certos estados vibratórios. Auxilia no equilíbrio e harmonização do indivíduo.

Veja abaixo a lista dos procedimentos que o SUS já oferece:
– ayurveda
– homeopatia
– medicina tradicional chinesa
– medicina antroposófica
– plantas medicinais/fitoterapia
– arteterapia, biodança
– dança circular
– meditação
– musicoterapia
– naturopatia
– osteopatia
– quiropraxia
– reflexoterapia
– reiki
– shantala
– terapia comunitária integrativa
– termalismo social/crenoterapia e yoga

As terapias estão presentes em 9.350 estabelecimentos em 3.173 municípios, sendo que 88% são oferecidas na Atenção Básica.

Em 2017, foram registrados 1,4 milhão de atendimentos individuais em práticas integrativas e complementares. Atualmente, a acupuntura é a mais difundida com 707 mil atendimentos e 277 mil consultas individuais. (Com informações de G1 e Ministério da Saúde)

Paulo Teixeira

Paulo Teixeira é carioca, administrador do blogholofote.com.br, cristão evangélico da igreja Assembleia de Deus e atua na internet como blogueiro e articulista, desde 2007, focando assuntos sociais, políticos e religiosos, analisando-os sob a ótica cristã. Licenciado em matemática pela Universidade Castelo Branco (UCB/RJ) e graduando em história pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Perfil no Twitter: PauloTeixeiraRJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *